Infertilidade

A sociedade moderna posterga a maternidade por várias razões. A necessidade em se profissionalizar, ter uma carreira bem definida e sólida e a estabilização financeira e profissional faz com que a mulher procure a realização de seu sonho em ser mãe em idades mais avançadas. O que nem sempre a mulher sabe é que a sua fecundidade, ou seja, capacidade de reprodução, diminui com a idade.

A chamada “idade ovariana” é mais importante que a sua idade cronológica. Vemos com freqüência mulheres saudáveis, bonitas, vibrantes e ativas com idades superiores a 40 anos, em que, apesar de seus atributos físicos e psíquicos, apresentam dificuldade em engravidar por conta de sua “idade ovariana.

Em cerca de 90 por cento das vezes é possível se estabelecer uma causa diagnóstica da infertilidade. Nas mulheres as principais causas relacionam-se à dificuldade em ovular (anovulação crônica por Síndrome dos Ovários Policísticos, hiperprolactinemias, etc) e a alterações nas trompas (obstrução tubárea, tortuosidade e aderências das trompas, etc). Já nos homens as principais causas de infertilidade estão relacionadas com baixa concentração dos espermatozóides ou alteração em sua motilidade ou morfologia.

Em cerca de 80 a 90 por cento das vezes é possível resolver esses problemas com medidas mais simples, os chamados métodos de baixa complexidade, sejam a indução da ovulação, coito programado ou mesmo a realização de inseminação intra-útero.

Nas outras situações é necessário recorrer a clínicas especializadas para realização dos procedimentos de alta complexidade, como a fertilização in vitro (FIV) ou a micromanipulação de gametas, também chamada de injeção intracitoplasmática de espermatozóide (ICSI).

É importante que todas as informações pertinentes sobre o diagnóstico e as alternativas terapêuticas estejam disponíveis para todo casal. Saber o que se tem, como tratar e quais as reais (não imaginárias ou desejosas) chances de sucesso ajudam a enfrentar a situação e minimizam o estresse, a ansiedade e a frustração.

A nenhum casal pode-se garantir 100 por cento de sucesso. Infelizmente não somos capazes de resolver todos os casos. O avanço tecnológico permite que consigamos atuar em alguns passos na fertilização, implantação, indução da ovulação, preparo seminal, mas sempre haverá uma etapa que está acima de nossos conhecimentos, de nossos desejos e de nossa vontade.

Rua das Perólas, 185
Bosque da Saúde
Cuiabá - Mato Grosso
CEP 78050-090

Shibasaki@shibasaki.com.br
iperola@iperola.com.br
instituto@institutoperola.com.br
hshiba@hshiba.com.br

(65) 3642-6500
(65) 9983-3880
(65) 9982-1200

intituto perola